Criador de Chernobyl explica como minissérie da HBO ganhou vida

Chernobyl, minissérie da HBO coproduzida pela Sky que encantou os espectadores ao trazer os bastidores da histórica tragédia nuclear, chegou ao fim na última segunda-feira (3), quando foi exibido o quinto e último episódio, “Vichnaya Pamyat”. Para o criador Craig Mazin, se trata de uma história que precisava ser contada.

Em entrevista ao BAFTA Guru, Mazin que a ideia da serie surgiu do seu próprio interesse no acidente, especialmente quando ele começou a pesquisar por conta própria e se apegou às histórias pessoais daqueles que sofreram na pele o impacto da radiação.

“Depois de algumas semanas me apaixonando por histórias chocantes e de cortar o coração, fui até Carolynn Strauss, que é produtora-executiva junto comigo e Jane Featherstone. Nós fomos até a HBO e dissemos: ‘isto é o que queremos fazer'”, relembrou. “Essencialmente, começou porque eu estava fascinado com uma simples questão: por que o acidente de Chernobil aconteceu? E a verdade é, em minha mente, mais chocante do que a própria explosão”.

A explosão em si acontece logo no primeiro episódio (1:23:45), e acaba não sendo o foco desta adaptação. “Não faço você esperar cinco episódios para que algo exploda. Não é sobre a explosão — quero contar a história através das lentes das pessoas”, finalizou.

você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia Mais