Criador de No Man’s Sky aconselha silêncio a devs de Anthem e Fallout 76

Bastante criticado em seu lançamento pela falta de conteúdos e por não cumprir uma série de promessas, No Man’s Sky com o tempo se transformou em uma história de redenção. A Hello Games se comprometeu a aprimorar o jogo e, com atualizações constantes, conseguiu entregar o que os jogadores queriam e até mesmo implementar recursos que não haviam sido programados inicialmente.

Segundo Sean Murray, principal rosto público relacionado ao game, esse processo trouxe várias lições que ele está disposto a compartilhar com os criadores de Anthem, Fallout 76 e outros jogos como serviço. Em uma entrevista ao ao Games Radar, ele explicou que é melhor que as equipes responsáveis fiquem em silêncio após um lançamento problemático, ao menos que declarações venham acompanhadas de novidades e mudanças.

Melhor mostrar trabalho do que falar

“Falar sobre recursos quando um game já saiu não é tão crível assim ou interessante. Suas ações são muito mais importantes do que o que você diz”, afirmou Murray. Ele explicou que, após a má recepção a No Man’s Sky, a Hello Games limitou bastante sua comunicação com a mídia e com a própria comunidade porque sentia que precisava mostrar trabalho antes de trazer promessas ou calendários de atualizações.

“Houve alguns outros games que foram lançados, tiveram uma recepção polarizada e essa mistura explosiva de várias pessoas jogando, mas que também tiveram seus problemas”, continuou. “E eu posso ver a EA, Microsoft ou a Bethesda tentando acalmar os jogadores ao simplesmente falar com eles, mas, certo ou errado, isso realmente não funciona. Você vê isso o tempo todo quando uma grande publicadora vai falar com a comunidade e tentar resolver o problema e então isso fica enredado, tomando mais espaço no pensamento”.

você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia Mais